Jazz na Fábrica: festival do Sesc Pompéia terá ingressos a preços acessíveis, em maio

|

Numa cidade com preços tão abusivos como São Paulo (atualmente mais cara até do que Nova York ou Paris), a notícia de um festival internacional de jazz, com ingressos variando de R$ 4 a R$ 32, pode soar como uma fantasia. Ainda mais se esse evento destaca nomes de ponta na cena do       jazz norte-americano, como o trio The Bad Plus, o saxofonista Archie Shepp ou a cantora Dee Dee Bridgewater (na foto acima).

Mas é verdade: o Sesc SP vai realizar, de 7 a 29 de maio, o festival Jazz na Fábrica. Durante quatro semanas, de quinta a domingo, o teatro e a choperia do Sesc Pompéia vão exibir uma programação de alto nível musical, que inclui diversos estilos de jazz e de música instrumental, entre outras vertentes musicais ligadas ao improviso. 

                                              
Além das atrações citadas, também acaba de ser confirmado no elenco o trompetista norte-americano Christian Scott (na foto acima), um dos jazzistas da nova geração mais badalados nos últimos anos, que os paulistas já puderam apreciar na edição do ano passado do Bridgestone Music.

O elenco internacional inclui também atrações vindas da Europa, como o Fire!, trio de free jazz liderado pelo saxofonista sueco Mats Gustafsson, ou ainda os holandeses do Blazin’ Quartet e do Knalpot, grupos que utilizam a linguagem da música eletrônica em suas experimentações.

A preciosa música instrumental de Moacir Santos estará presente nos shows de três atrações nacionais: da Orquestra Ouro Negro, que há 10 anos cultiva a obra desse compositor pernambucano; da Zerró Santos Big Band Project e do Quinteto Vento e Madeira. Outro show que certamente será muito disputado marca o encontro de quatro gigantes do instrumental brasileiro: Toninho Horta, Robertinho Silva, Heraldo do Monte e Arismar do Espírito Santo.

O elenco nacional destaca ainda a cantora Leny Andrade, o sexteto do pianista André Marques e as bandas Hurtmold e Bodes e Elefantes. Aos sábados, a choperia vai promover jam sessions comandadas por Arismar do Espírito, Filó Machado, Djalma Lima e Quarteto Tempo, com entrada franca. Gratuita também será a programação da série Jazz na Rua, com apresentações de “street bands”.


Com curadoria assinada pela equipe do Núcleo de Música do Sesc Pompeia, o festival oferece também atividades didáticas. A flautista Léa Freire e o pianista André Marques vão comandar workshops dirigidos a músicos profissionais e amadores. O jornalista e crítico Carlos Calado (sim, eu mesmo) vai apresentar “Jazz: Introdução à Grande Arte do Improviso”, curso em quatro aulas dirigido a apreciadores de música em geral, sem necessidade de conhecimento técnico.

Finalmente, uma dica importante: os ingressos para o Jazz na Fábrica começam a ser vendidos no dia 1º de maio. Melhor não descuidar, porque a exemplo de outros eventos internacionais promovidos pelo Sesc os ingressos para vários shows devem se esgotar em poucas horas.


(Fotos de Carlos Calado, durante o New Orleans Jazz & Heritage Festival, em 2010)




2 comentários:

Erikinha Breno disse...

Quarteto Tempo
=
Fabio Torres - piano
Paulo Paulelli - contrabaixo
Celso de Almeida - bateria
Marcus Teixeira - guitarras

convidado especial: Vinícius Dorin.

confirmado o show deles no dia 28 de maio!!!

Carlos Calado disse...

Ótima notícia, Erikinha! Mais um show de primeira linha nessa programação. Esse festival promete!

 

©2009 Música de Alma Negra | Template Blue by TNB